Bandeira tarifária deve permanecer verde até o fim de 2022

O coordenador de Novos Negócios da Trinity, Michel Leodonio, acredita que anúncio de alta nos valores das bandeiras deve favorecer migração de consumidores do mercado cativo para o livre.

As bandeiras tarifárias ficarão mais caras de julho de 2022 a junho de 2023. A Aneel aprovou novos valores para o período, com alta de até 63,7%.

O coordenador de Novos Negócios da Trinity Energia, Michel Leodonio, disse ao Energia Hoje que já se esperava um aumento significativo nos valores das bandeiras tarifárias, principalmente pela crise hídrica que o país viveu no ano passado.

Nesta sexta-feira (24/06), a agência vai anunciar qual bandeira tarifária terá vigência no mês que vem.

“Para o mês de julho, é garantido que será bandeira verde, por causa das condições favoráveis nos reservatórios das hidrelétricas, devido às chuvas no início deste ano e às medidas tomadas para combater a crise hídrica, que ajudaram a recompor bem os reservatórios”, afirmou Leodonio.

A companhia estima que a bandeira deve permanecer verde até o fim deste ano. Mesmo sem uma previsão de cobrança extra para os próximos meses, o executivo acredita que o anúncio de alta nos valores das bandeiras tarifárias até junho de 2023 deve favorecer a migração de consumidores do mercado cativo para o mercado livre de energia elétrica, ambiente no qual o consumidor não está sujeito às bandeiras.

Fonte: https://energiahoje.editorabrasilenergia.com.br/bandeira-tarifaria-deve-permanecer-verde-ate-o-fim-de-2022/